Permuta de imóveis: o que é, como funciona e quais são as vantagens?

4 minutos para ler

Para quem está pensando em comprar ou vender, uma das opções de mercado é a permuta de imóveis. Essa modalidade está bastante em alta nos últimos anos, justamente porque facilita a transação imobiliária.

Em tempos de dificuldade para conseguir uma linha de crédito imobiliário com juros mais acessíveis, para quem já possui um imóvel, mas que fazer uma troca, a permuta pode ser a opção mais vantajosa e prática para a transação.

A permuta é uma troca de um bem por outro que tenha valor equivalente entre as partes proprietárias do imóvel. Quer entender melhor como funciona essa modalidade de compra e venda no mercado imobiliário? Então confira este post que preparamos para você!

O que é a permuta de imóveis?

De forma bem objetiva, a permuta de imóveis pode ocorrer quando dois proprietários estão dispostos a trocar os seus bens. Essa negociação pode ou não envolver uma compensação financeira por uma das partes, mas o pagamento e as condições precisam ser estabelecidos em contrato.

Ela é uma negociação vantajosa?

Para quem busca um novo imóvel para uma mudança imediata, a permuta é uma excelente opção. Principalmente quando não envolve valores, a troca de imóveis acontece de forma simples, apenas com a formalização de contrato entre ambas as partes.

Quais as condições da transação?

A permuta é uma transação imobiliária com garantias jurídicas, ou seja, ela ocorre de forma legal. Ambas as partes envolvidas na negociação precisam estar em acordo e firmar um contrato em cartório para que a transação tenha validade legal.

Se os imóveis envolvidos na negociação tiverem valores diferentes, é preciso que seja realizada uma avaliação dos preços de mercado, constando no contrato toda as condições de pagamento e negociação entre as partes.

Como é feito o contrato de permuta imobiliária?

O contrato é lavrado entre as partes no formato escritura pública, tendo de estar descrito nos termos as responsabilidades com relação aos tributos dos imóveis envolvidos e a data de entrega, para que a partir de então cada proprietário tenha os seus direitos e deveres garantidos.

Quais as regras para o Imposto de Renda (IR)?

Quando não existe torna, ou seja, um valor a ser pago referente à diferença de preço dos imóveis, essa transação é isenta de imposto de renda. No caso da complementação financeira, ela pode ser entendida como um lucro e, nesse caso, ela deverá ser declarada e tributada de IR.

Quem paga a comissão do corretor?

O pagamento com relação à comissão do corretor deve ser combinado entre as partes e deve estar descrito nos termos do contrato. Todas as condições da negociação acertada entre os proprietários deve estar descrita no contrato para que todos os questionamentos posteriores possam ser descutidos na esfera jurídica, ou seja, para que tenha a validade legal da transação.

Para proprietários de imóveis que estão dispostos a trocar os seus bens de forma mais rápida, simples e com menos custos, a permuta está sendo uma modalidade bastante procurada no mercado imobiliário. O importante nesse tipo de negócio é estar atento à negociação e, principalmente, ao contrato.

Que tal? Entendeu como funciona a permuta de imóveis? Então aproveite a visita em nosso blog e não deixe de compartilhar este post com os seus amigos usando as suas redes sociais!

Você também pode gostar

2.071 thoughts on “Permuta de imóveis: o que é, como funciona e quais são as vantagens?

  1. Simply desire to say your article is as surprising.
    The clearness in your post is simply excellent and i could assume you are an expert on this subject.
    Fine with your permission let me to grab your RSS feed to keep up
    to date with forthcoming post. Thanks a million and please keep up the gratifying work.